Transfusão sanguínea

Transfusão sanguínea

TRANSUSÃO SANGUÍNEA: Informações importantes:

 

  1. Se a bolsa de sangue estiver refrigerada, ela deve ser aquecida em banho-maria à 37ºC antes de ser utilizada.
  2. Homogeneizar a bolsa de sangue antes e durante a transfusão, porém isto só deve ser feito quando o sangue atingir a temperatura ambiente, pois a homogeneização do sangue refrigerado causa hemólise.
  3. Cálculo do volume sanguíneo na emergência: 20mL de sangue/Kg
  4. Cálculo do volume sanguíneo baseado no VG do animal:

Cão: mL de sangue = peso do animal x 90 x (VG desejado – VG receptor)

                                                                                                 VG Doador

            Obs: Para gatos o cálculo é o mesmo, alterando apenas o fator de 90 para 70.

            Importante: Para a transfusão em felinos, NUNCA colete o sangue com EDTA. Use a heparina. Escolha um gato de 4 Kg ou mais e colete 20mL de sangue na própria seringa já contendo a heparina.

  1. Velocidade de Infusão:
    • Hemorragia maciça aguda: 22mL/Kg/Hora.
    • Velocidade inicial: 0,25mL/Kg/30 minutos – monitorar para ver se ocorre reação transfusional imediata, caso não ocorra, aumentar a velocidade para 4 a 5 mL/Kg/Hora.
  2. Reações transfusionais:
    • Imediatas: urticária, edema, dispnéia, taquicardia
    • Tardia: hemólise (2 dias ou mais)
    • Não imunológicas: sobrecarga de volume, hipotensão (sangue gelado), trombos, transmissão de doenças, reações piogênicas por presença de leucócitos, intoxicação pelo anticoagulante).
  3. Monitoramento da transfusão:
    • Fazer VG pré-transfusão
    • VG após 2 horas: para saber se houve hemólise ou não
    • VG após 24 horas: para saber o VG real do animal e se há presença de icterícia
    • VG após 3 ou 5 dias: para saber se há hemólise tardia

 

‹ página anterior

© 2012 - 2019 Laboratório Vidda Veterinário. Todos os direitos reservados. Weblogy Tecnologia